Buscar
  • Sr. Site

Você mede o desempenho dos dentistas da sua clínica?


É fato, o que não se pode medir não é passível de melhoria. Esse é um ditado bem conhecido por quem trabalha com administração de empresas.

E você precisa aplica-ló na sua clínica odontológica. Em nossa consultoria de gestão e marketing para dentistas vemos a diário seus proprietários perdendo dinheiro alocando nos seus consultórios profissionais que entregam bem pouco resultado para a clínica.

Veja, você pode ser um profissional de saúde e seu foco é a odontologia. Ok, mas você tem uma empresa nas mãos e se ela não for gerida corretamente será sua, e somente sua a culpa pelo fracasso.

O perfil das equipes odontológicas

Depois de passarmos por mais de 700 consultórios e clínicas odontológicas em todo o Brasil e no exterior durante nossos processos de consultoria de gestão e marketing odontológico, podemos afirmar com certeza que toda equipe de dentistas apresenta 3 perfis distintos:

  • 20% dos profissionais são de alta performance. As estrelas do grupo, além de amados pelos pacientes geram muito faturamento para a clínica e fidelizam os pacientes;

  • 70% dos profissionais são medianos. Cumprem o horário certinho, não dão muito trabalho para administrar, conseguem gerar satisfação nos pacientes mas não encantamento. Geram faturamento moderado para o consultório;

  • 10% são profissionais medíocres. Desculpe, a palavra é forte mas não é uma ofensa. Eles são medíocres no sentido de medianos. Não são bons tecnicamente faltam frequentemente ou produzem baixo faturamento para a clínica.

Demita os 10% medíocres

Você tem uma capacidade instalada de atendimento. Essa capacidade de atendimento na sua clínica se traduz em quantidade de cadeiras x números de horas disponíveis para atendimento x mês.

Como gestor, É SEU DEVER, maximizar o uso dessas horas x cadeira, de forma que quem as utilize produza a máxima qualidade, com maior satisfação para os pacientes e retorno do investimento para o dono da clínica.

Essa é a tarefa do gestor. Nessa hora você, que pode ser um dentista também, deve tirar o jaleco e vestir a roupa do empresário, daquele que tem que fechar as contas no final do dia.

Nas franquias de odontologia funciona exatamente assim. Por isso, na maioria das vezes da certo, pelo menos do ponto de vista financeiro. Apesar que temos muitas restrições as franquias odontológicas, o que é tema para outro artigo.

Logicamente, que cada tipo de profissional (ortodontista, implantodontista, endodontista, etc) gera um tipo de faturamento e tem um perfil diferente. Isso não é o importante. O que importa é que você tenha o melhor profissional, o que entrega o melhor resultado dentro de sua especialização utilizando a sua estrutura.

Isso é positivo para ambos os lados: o paciente e o proprietário da clínica. Afinal, todos querem o melhor.

O que medir

Você pode avaliar diversos critérios e na nossa consultoria de gestão e marketing para dentistas sempre escolhemos os mais adequados para a realidade de cada clínica. Mas aqui vão alguns exemplos de critérios de avaliação para classificação dos profissionais na regra 70 x 20 x 10:

  • Pontualidade

  • Faturamento x consultório

  • Custo x Faturamento

  • Comissionamento

  • Graus de satisfação dos pacientes

Escolha o que precisa ser medido de acordo com sua realidade, defina um horizonte de tempo que lhe permita ter subsídios sólidos para a tomada de decisão e principalmente: DECIDA!

Gestão de clínicas não é simples. Quer ajuda para cuidar da sua clínica. Entre em contato e veja o que podemos fazer por você!

Sênior Marketing

Gestão e marketing para dentistas

#gestãoemarketingodontológico #marketingparadentistas #gestãodeclinicas

0 visualização
Senior Marketing.png